Quantos países jogam críquete?

Alex Youbg

2023-04-24 • 4 min read time
Quantos países jogam críquete?

O críquete é um esporte universalmente celebrado, apreciado por países de vários continentes. Ele não se limita apenas a algumas nações, mas o amor pelo críquete está profundamente enraizado em muitas partes do globo. Uma mistura cativante de estratégia, habilidade e resistência, o críquete conseguiu transcender as fronteiras nacionais e cativar o público em todo o mundo. No entanto, muitas vezes surge a pergunta: quantos países realmente participam desse esporte emocionante? Aqui, vamos nos aprofundar no mundo do críquete e em seu alcance global.

O críquete em todo o mundo: Uma visão geral

O críquete teve origem na Inglaterra, mas seu charme logo transcendeu as fronteiras nacionais. Desde o início do século XXI, ele é jogado e apreciado em países de vários continentes, incluindo Ásia, Europa, África e Australásia. O esporte tornou-se sinônimo de herança cultural em países como Índia, Austrália, África do Sul e muitos outros.

De acordo com o Conselho Internacional de Críquete (ICC), o órgão que rege o críquete em nível mundial, existem atualmente 104 países membros. Esse número inclui membros plenos e membros associados. Os membros plenos, que totalizam 12, são países onde o críquete está firmemente estabelecido e organizado. Isso inclui países como Índia, Austrália, Inglaterra e outros. Esses países têm o privilégio de participar de partidas de teste, a forma mais longa do jogo que é considerada seu padrão mais alto.

Enquanto isso, os membros associados, compostos por 92 países, são aqueles em que o esporte ainda está se desenvolvendo. Eles participam dos formatos mais curtos do críquete, incluindo One Day Internationals (ODIs) e Twenty20 Internationals (T20Is). Alguns dos membros associados incluem países como Nepal, Omã, Canadá e outros. É importante observar que esses países apresentaram melhorias significativas em seus padrões de críquete ao longo dos anos e estão diminuindo a distância em relação às nações com membros plenos.

Como as nações do críquete são governadas: A ICC e seu papel

O Conselho Internacional de Críquete (ICC), fundado como a Conferência Imperial de Críquete em 1909, é o órgão internacional que rege o críquete. O ICC tem a responsabilidade de organizar torneios internacionais de críquete e manter a integridade do esporte.

Há três níveis de associação na ICC: Membros plenos, Membros associados e Membros afiliados. Os membros plenos são os países que jogam críquete de teste, o nível de maior prestígio do esporte. Os membros associados são países onde o críquete está firmemente estabelecido e organizado, mas ainda não alcançaram o status de teste. Os membros afiliados são países onde o críquete é jogado de acordo com leis reconhecidas internacionalmente.

A ICC realiza vários torneios internacionais de críquete, sendo a Copa do Mundo de Críquete da ICC o mais famoso. Outros torneios importantes incluem a Copa do Mundo T20, o Campeonato Mundial de Testes e a Copa do Mundo Feminina. Esses torneios permitem que as nações que jogam críquete compitam entre si em um cenário global, dando-lhes a oportunidade de mostrar suas habilidades e seu progresso no críquete.

Conclusão

O críquete, como esporte, expandiu-se muito além de seu local de nascimento, alcançando vários cantos do mundo. Atualmente, há 104 países oficialmente reconhecidos pela ICC como nações que jogam críquete. No entanto, ele também é jogado informalmente em vários outros países, o que mostra o apelo universal do esporte. A ICC, como órgão regulador, garante que a integridade do jogo seja mantida e o promove em países onde ele ainda está em desenvolvimento. Como o críquete continua a crescer, é provável que mais e mais países adotem esse esporte empolgante.

Últimas notícias